Indicação de Flickr: Clemente de Muro

Estava sem ideias do que mostrar por aqui, daí lembrei que recentemente favoritei algumas fotos do Clemente de Muro, só não lembro onde achei, haha. Mas assim que vi as fotos, achei uma coisa bem cinematográfica, pareciam frames retirados de filmes, joguei no Google e sim: Clemente trabalha como ~film maker~

O mais legal é imaginar a história por trás de cada imagem não? Vale a pena visitar sua galeria e perder um bom tempo lá! Espero que gostem da indicação de hoje.

demuro01

demuro02

demuro03

demuro04

demuro05

Revelei: dupla exposição com a Canon Ae-1

Esse filme estava na minha câmera há mais de 5 meses! A ideia era uma pessoa rodar o filme todo, rebobinar e eu rodar novamente. Digo ideia, pois algo aconteceu no caminho e não deu lá muito certo, mas até que gostei do resultado!

Originalmente a Cano AE-1, e também outros modelos de câmera não fazem dupla exposição, mas é possível contar com duas gambiarras:

a) bater uma foto, apertar o botão embaixo da câmera como se fosse rebobinar o filme, bater outra foto e girar. Isso pode dar certo mas também pode dar bem errado, haha. Na hora de encaixar novamente os “dentes” no filme, talvez encaixe errado e prejudique na hora de continuar a rodar o filme;

b) ou como eu: roda o filme todo uma vez, rebobina, tira da câmera em um quarto escuro e coloca na câmera pra bater novamente.

Obviamente eu fui na opção B, mas na hora de colocar na câmera aconteceu algo que as fotos finais saíram fora de quadro. Outro problema é que como fotometrei “certo”, as exposições não ficaram tão nítidas, então fica a dica: subexpor as fotos traz um resultado bem melhor!

and-we-should-never-reject-love01

and-we-should-never-reject-love02

and-we-should-never-reject-love03

and-we-should-never-reject-love04

and-we-should-never-reject-love05

and-we-should-never-reject-love06

and-we-should-never-reject-love07

Digitalizando negativos em casa

Talvez esse post possa parecer meio bobo para alguns, mas euzinha mesmo nunca havia digitalizado um filme! Na faculdade, cheguei a ter algumas aulas de revelação, mas digitalização, nunquinha! Então pra mim foi tudo novidade, apesar de ser bem fácil!

digitalização2

Achei legal filmar todo o processo pras coisas ficarem mais claras, mas basicamente é colocar o filme no scanner, configurar o software do próprio aparelho e depois tratar no Photoshop da maneira que mais agradar. No vídeo deixei somente os takes, mas também vou colocar o passo-a-passo aqui por escrito pra ficar bem fácil de entender!

Ah, o scanner usado foi o Epson Perfection V600.

1. No meu caso, digitalizei um filme 120 (também é possível digitalizar filme 35mm). Pra ficar mais fácil, você pode cortar o filme de três em três, ou somente encaixar, como eu fiz. Use luvas para evitar marca de dedos no negativo, e limpe bem seu scanner antes de usar para evitar marcas de poeira.

2. No scanner tem uma marquinha “B” e na plaquinha também, só encaixar os dois ali. Verifique se o filme está bem centralizado na “placa”.

3. Agora as configurações do software da Epson:
• Modo: Profissional
• Tipo de documento: película
• Tipo de película: aqui você escolhe se é colorido, p/b ou cromo
• Tipo de imagem: 48 bits
• Resolução: 400 ppp
• Escala: 400%
• Máscara suavizadora: forte
• Redução de grão: forte
• Remover pó: forte

A opção antever permite você ter uma prévia antes de decidir travar seu computador todo digitalizando, haha =P

4. Depois é só digitalizar, salvar em .tiff e abrir no Photoshop para tratar como preferir!

Espero que gostem e que seja útil para vocês =) Qualquer dúvida, deixe o comentário aqui que tentamos ajudar. Não esqueçam de se inscrever no Canal, ainda estamos engatinhando nos vídeos, mas sempre tentando trazer conteúdos bacanas e aprender mais! ;)

Direitos autorais na fotografia

Faz tempo que estou enrolando pra escrever esse post (desde desse aqui), afinal não sou nenhuma especialista no assunto, mas ainda assim, é algo que acho que vale a pena abordar e ter nos arquivos de conteúdo daqui do blog!

Tudo que vou falar é baseado em pesquisas que fiz na internet, então desde já, peço perdão por algum vacilo ;) e fiquem à vontade para corrigir e abrir discussões nos comentários!

direitosautorais

Primeiro de tudo: a fotografia é considerada obra intelectual, e é protegida por lei. Especificamente pela Lei nº 9.610/98. Diz no Art.7º: “São obras intelectuais protegidas as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro, tais como: VII – As obras fotográficas e as produzidas por qualquer processo análogo ao da fotografia.”

Você não é obrigado a registrar nenhuma fotografia para dizer que ela é realmente sua (de acordo com o artigo “A proteção aos direitos de que trata esta Lei independe de registro”), mas caso precise comprovar de alguma maneira, principalmente em situações que envolvam dinheiro, pedidos do cliente, uma nota fiscal, negativos, dados exif da imagem, foto original, tudo vale como comprovante.

De acordo com o Art. 24, também existem os direitos MORAIS do autor, que são eles:

• I – o de reivindicar, a qualquer tempo, a autoria da obra;

• II – o de ter seu nome, pseudônimo ou sinal convencional indicado ou anunciado, como sendo o do autor, na utilização de sua obra;

• III – o de conservar a obra inédita;

• IV – o de assegurar a integridade da obra, opondo-se a quaisquer modificações ou à prática de atos que, de qualquer forma, possam prejudicá-la ou atingi-lo, como autor, em sua reputação ou honra;

• V – o de modificar a obra, antes ou depois de utilizada;

• VI – o de retirar de circulação a obra ou de suspender qualquer forma de utilização já autorizada, quando a circulação ou utilização implicarem afronta à sua reputação e imagem;

• VII – o de ter acesso a exemplar único e raro da obra, quando se encontre legitimamente em poder de outrem, para o fim de, por meio de processo fotográfico ou assemelhado, ou audiovisual, preservar sua memória, de forma que cause o menor inconveniente possível a seu detentor, que, em todo caso, será indenizado de qualquer dano ou prejuízo que lhe seja causado.

§ 1º Por morte do autor, transmitem-se a seus sucessores os direitos a que se referem os incisos I a IV.

§ 2º Compete ao Estado a defesa da integridade e autoria da obra caída em domínio público.

§ 3º Nos casos dos incisos V e VI, ressalvam-se as prévias indenizações a terceiros, quando couberem.

• Art. 25. Cabe exclusivamente ao diretor o exercício dos direitos morais sobre a obra audiovisual.

• Art. 26. O autor poderá repudiar a autoria de projeto arquitetônico alterado sem o seu consentimento durante a execução ou após a conclusão da construção.

Parágrafo único. O proprietário da construção responde pelos danos que causar ao autor sempre que, após o repúdio, der como sendo daquele a autoria do projeto repudiado.

• Art. 27. Os direitos morais do autor são inalienáveis e irrenunciáveis.

Isso tudo quer dizer, que mesmo que você não queira os Direitos Morais são seus e de mais ninguém! Eles não podem ser passados, revendidos ou nada disso!

Tá, mas e se eu quiser vender meu trabalho?

Para isso existe os Direitos PATRIMONIAIS, a partir do Art. 28. Ele diz que qualquer tipo de uso tem que ser previamente autorizado pelo autor, geralmente por meio de contrato. É esse direito que garante o uso das fotos pelo comprador, e nele você pode especificar que tipos de modificações e usos podem ser feitos, e também a duração!

“A encomenda de uma foto sempre desperta, no cliente, a idéia de que, pelo pagamento, ele adquire todos os direitos sobre ela.

Os direitos patrimoniais da fotografia podem pertencer ao cliente, dependendo do contrato assinado.

Os direitos morais não.”

Para pessoas ou objetos que aparecem em sua foto, existe o Direito de Imagem. Isso quer dizer que se você for VENDER as fotos, é preciso que todas as pessoas e marcas que apareçam nela, assinem um contrato de direitos de uso.

Enfim, o assunto é muito extenso e nesse post tentei resumir para os pontos mais relevantes! Espero que gostem das informações!

Fonte de pesquisa para o post: Associação Brasileira de Fotógrafos/ Dicas de Fotografia

Indicação de Flickr: Elisa Azevedo

Como não ser repetitiva e dizer: que lindo, que sensível, que tocante, que luz! As fotos da Elisa Azevedo são assim. Um trabalho muito muito muito sensível, de ficar horas observando e imaginando a história por trás de cada foto. E o melhor: tudo feito com filme. Coisas assim me deixam até um pouco deprimida, pois acho que nunca vou conseguir fazer isso, haha! Mas o bom é que tem gente que consegue, e nos resta admirar e babar!

elisa01

elisa02

elisa03

elisa04

elisa05

Espero que gostem da indicação de hoje!